Série Antropologia do Espaço

 

A SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO reúne papers e ebooks trabalhados pelo antropólogo e pesquisador Maurício Waldman no transcorrer de reflexões desenvolvidas desde os finais dos anos 1980 com foco na percepção cultural do espaço-tempo.

Basicamente, os trabalhos da SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO estão calçados nas grades teóricas da antropologia e da geografia, também recorrendo a contribuições da sociologia, da história, da ciência política e pontualmente, de apensos conceituais e metodológicos de vários outros campos do conhecimento.

Todos os materiais da SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO são de cunho acadêmico, sendo objetivo precípuo do autor, pavimentar modelos conceituais e análises de diferentes materialidades sociais e gabaritos culturais que reportam tanto à antropologia topológica quanto se conectam aos estudos da geografia da cultura.

De um modo geral, os títulos da SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO foram publicados em publicações científicas da área das ciências sociais, conquistando forma inicial durante a dissertação de mestrado do autor (FFLCH-USP, 1992-1997).

Neste senso estão incluídos os dois títulos da duologia Cartografias do Racismo: Imaginário, Discriminação Racial e Espaço, assim como Arquétipos, Fantasmas e Espelhos, ambos publicados pela revista GEOUSP (respectivamente nos anos de 2003 e 2006), textos que se desdobraram de Trabalho de Conclusão de Curso elaborado em 1993 para o Curso Teorias sobre o Racismo e Discursos Anti-Racistas, ministrado no Departamento de Antropologia da FFLCH da USP pelo Professor Kabengele Munanga.

O Texto Tempo, Modernidade e Natureza, foi por sua vez, preparado em 1993 para o Curso Teorias Antropológicas Modernas, ministrado em nível de pós-graduação pelo Departamento de Antropologia, sob responsabilidade da Professora Paula Montero.

Uma primeira versão deste paper, intitulado A Ecologia do Tempo, foi elaborada em São Bernardo do Campo (SP), como subsídio aos debates que antecederam a ECO-92 no Rio de Janeiro. Na sua versão final, Tempo, Modernidade e Natureza foi publicado no Caderno Prudentino de Geografia, em Setembro de 1992, edição da AGB – Associação dos Geógrafos Brasileiros – Seção de Presidente Prudente (SP).

Já o título Espaço e Modo de Produção Asiático: A organização do espaço geográfico nas primeiras sociedades estatais resulta de diversas análises desenvolvidas desde 1987, quando o autor participava do curso de graduação da Geografia USP, sendo publicado em 1992 pelo Boletim Paulista de Geografia, constituindo, lato senso, um material que calçou a confecção da dissertação de mestrado.

Dois outros textos desenvolvidos neste mesmo período, Espaço, Africanidade e Tradição: A topologia do imaginário espacial tradicional africano na fala griot sobre Sundjata Keita, Imperador do Mali, Senhor do Umbigo do Mundo, e o título A Tragédia dos Mananciais do Grande ABC: Crise Hídrica e a Gestão Petista de São Bernardo do Campo (1988-1992) – Relato de uma Ruptura, foram indexados no primeiro caso à SÉRIE AFRICANIDADES, e no segundo, na SÉRIE POLÍTICA E SOCIEDADE, ambas também integrando a site Maurício Waldman – Textos Masterizados.

Retenha-se que Espaço, Africanidade e Tradição é um título que resulta de trabalho de pós-graduação elaborado no ano de 1993 a partir pesquisa realizada para o Curso A Questão da Africanidade: Introdução ao estudo de elementos estruturadores de processos sociais em civilizações negro-africanas, ministrado pelo Professor Doutor Fábio Leite, no qual o autor participou durante o mestrado.

Embora conferindo a um material que conectado às premissas da SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO, o escopo do trabalho, centrado em África, justificou a indexação do material na SÉRIE AFRICANIDADES.

Quanto ao título A Tragédia dos Mananciais do Grande ABC, este foi primeiramente confeccionado em 1994 na condição de trabalho final para o Curso Planejamento Governamental: Crítica de uma Prática Social, ministrado em nível de pós-graduação pela Professora Ana Marangoni, do Departamento de Geografia da FFLCH-USP, disciplina optativa que atendeu a premissas diferentes da SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO. Daí a indexação do material na SÉRIE POLÍTICA E SOCIEDADE.

Finalmente, dois outros trabalhos, Templos e Florestas: Metamorfoses da Natureza e Naturalidades da Metamorfose, lado a lado com Metamorfoses do Espaço Imaginário (Escritura final da Dissertação de Mestrado), aguardam pelo trabalho editorial para transformá-los em textos de acesso livre na Internet.

Por fim, atente-se que o livro Antropologia & Meio Ambiente, publicado pela Editora SENAC em 2007, incorpora em grau considerável muitas das discussões desenvolvidas nos textos desta série, e por isso mesmo, entendido como obra referencial desta coleção.

Saliente-se que a SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO reúne textos revisados, atualizados e masterizados em formato modelar a partir do I Semestre de 2016 pela EDITORA KOTEV, com vistas a conceder maior capilaridade às discussões desenvolvidas pelo autor.

A SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO possui expressa titularidade editorial da EDITORA KOTEV (Kotev ©), sendo proibida a publicação dos textos da coleção nos marcos legais em vigor.

Seguem os títulos, capas e links dos materiais até o presente momento indexados à SÉRIE ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO.

Bom Proveito!

 

 

TEXTOS KOTEV

 

143.057 Caracteres e 17 Figuras

 

EBOOKS KOTEV

 

ISBN: 1230000909495
115.723 Caracteres e 15 Figuras
ISBN: 1230001145670
115.444 Caracteres e 5
Figuras
ISBN: 1230001145687
114.663 Caracteres e 9
Figuras

 

TÍTULO DE OUTRA SÉRIE COM INTERESSE PARA ANTROPOLOGIA DO ESPAÇO

 

ISBN:1230001788389
179.584 Caracteres e 14 Figuras
ISBN: 1230001145670
115.444 Caracteres e 5
Figuras
ISBN: 1230001145687
114.663 Caracteres e 9
Figuras

 

OBRA REFERENCIAL

 


Primeira obra brasileira sobre
antropologia ambiental
Editora Senac, 2007

 

 

 

 

                      Maurício Waldman - Textos Masterizados, by Editora Kotev © 2018 - Desenvolvido por: Francesco Antonio Picciolo - Hard Design Web